Mini Tarte de Pêssego e Amoras (doçura em formato mini)





O calendário marca Agosto. Um Agosto apressado que já vai a meio. Cabe a nós correr ao seu alcance, aproveitando cada minuto, cada raio de sol que nos proporciona, cada dia quente, cada mergulho no mar ou banho de sol na areia. Os piqueniques no pinhal que tanto adoro nunca são esquecidos assim como as corridas ou caminhadas matinais enquanto as temperaturas ainda estão aceitáveis. 
É neste período que grande parte das pessoas estão de férias e aproveitam para dar passeios em família e desfrutarem um pouco desta estação, junto de quem mais gostam.
Por aqui as duas semanas que me compete já lá vão bem longe. Quem me acompanhou no Instagram percebeu por que paragens andei. Desde a cosmopolita cidade de Milão, passando pela zona verdejante e calma do Lago de Como até à cidade sempre única que é Veneza. Foram dias bastante preenchidos e bem vividos. Os quais já comecei aqui a relatar neste post sobre Milão e pouco a pouco vou mostrando mais alguns detalhes desta entusiasmante viagem.
Por agora resta-me aguardar pacientemente por mais uns dias de descanso e férias que já se avistam ao longe, bem longe...
Enquanto isso não acontece, continua-se a saborear os sabores desta estação. Este ano, mais que todos os outros tem-se aproveitado e explorado ao maximo as frutas e legumes, sabores que saem da horta caseira do pai e que adoro.
Os morangos já se acabaram, e os alperces também. Os pêssegos ainda dão um ar da sua graça, assim como as meloas. Mas são as amoras e os abrunhos os reis da festa de Verão. Uma ou outra melancia bem fresca também chega pelas mãos de familiares. Já quando se fala em legumes são as courgetes, os pepinos e os tomates bem vermelhos e cheios de garra que abundam por aqui. Com o cesto de tomates que teima em ficar ali na cozinha perfumando a mesma, faz-se compota de tomate e usa-se em molhos bem aromáticos como este que foi preparado para acompanhar esta receita dos surpreendentes Gnocchis de batata.





E por forma a celebrar o Verão que passa num piscar de olhos, nada melhor que aceitar desafios com sabores mesmo deliciosos e que casam na perfeição com esta estação.
E sobre a forma de mini tartes regresso a um doce desafio, não fosse ele o Sweet World que já vai na sua 19ª edição e no qual participei algumas vezes, não tantas como queria ter participado. Um desafio mensal que prometo estar presente com mais regularidade, ou não fossem as mentoras a querida Susana do blog Basta Cheio e a querida Lia do Blog Lemon and Vanilla.

Esta 19ª edição conta com um desfile de elegante de tartes de fruta, um tema que encaixa na perfeição. Um desfile que irá contar com não umas mas algumas mimosas Mini Tartes de Pêssegos e Amoras. Servida sob a forma de miniatura, são pequenos pedaços de pura doçura e sabor. A massa apresenta-se na sua forma mais crocante, que contrasta com a suavidade do recheio, que basicamente se forma pelo pêssego e pelas amoras que se desfazem na sua cozedura e dão origem a algo sublime.
Para um lanche ou sobremesa ou simplesmente para satisfazer a gula, dignas de qualquer mesa e celebração, deixo-vos a receita para prepararem umas quantas vezes não fossem elas uma autêntico vicio em forma de mini tarte







Mini Tartes de Pêssegos e Amoras
(serve 4 mini tartes)
(massa inspirada daqui)


Ingredientes: 

     *Para Massa: 

         2​,​5 chávenas de farinha sem fermento​ (tipo 65)
         2 colheres de sopa de açúcar
         1 pitada de sal
         150 gr de manteiga fria sem sal
         4 colheres de sopa de água gelada
         2 Sementes de cardamomo

     * Para recheio:

        3 Pêssegos grandes cortados em cubos (sem pele)
        1 mão cheio de amoras
        1 colher sobremesa de sumo limão
        1 colher de sopa de farinha sem fermento
        3 colheres de sopa de rapadura (pode-se usar açúcar amarelo em substituição)

1 Ovo
Açúcar demerara q.b.

Preparação:

Comece por preparar a massa. Num processador coloque a farinha, o açúcar, o sal e as sementes de cardamomo. Misture um pouco. Acrescente a manteiga em cubos e processe um pouco até a massa ficar tipo areia grossa. Vá acrescentando as colheres de água, pouco a pouco, processando um pouco em cada adição.
Retire do processador o preparado, molde uma bola e envolva em película anti-aderente. Leve ao frio pelo menos 30 minutos.
Findo o tempo, estique a massa e forme 4 formas de tarteletes com a massa. Reservando a restante massa para cobrir as mini tartes.
Numa taça misture as amoras, os pêssegos cortados em cubos, o sumo de limão a rapadura e a farinha. Disponha a fruta sobre a massa nas tarteletes, deixando-as bem cheias. 
Depois, com a ajuda de um cortador de bolachas, molde corações ou outras formas que pretenda e disponha por cima da fruta, formando efeitos bonitos. 
Bata o ovo e pincele as tarteletes com o mesmo, polvilhando as mesmas posteriormente com açúcar demerara.
Leve ao forno cerca de 25/30 minutos, que previamente foi aquecido a 180ºC
Retire e deixe arrefecer.




        
         


2 comentários:

  1. Olá Ana, lindas tuas mini tartes, aspecto delicioso, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  2. Aninha, cá estou a ver melhor e mais de perto estas tuas lindas tartes!
    Sabes que adoro este tema, como adoro o doce em sim, e as tuas mini não podiam estar mais queridas. Uma beleza, gostei mesmo muito.
    E as tua fotos tão bonitas e envolventes. Parabéns! :)
    Agora que voltaste espero que consigas estar sempre connosco. Muito Obrigada!

    Bjinhos grandes

    ResponderEliminar